As 5 principais linguagens de back-end em 2023

A TI é uma linguagem de script do lado do servidor que não precisa de um compilador para ser executada, fazendo com que funcione em quase todos os sistemas operacionais. O segundo em nossa lista para as melhores linguagens de codificação de backend é Ruby, pois é uma linguagem de programação que suporta muitos paradigmas diferentes. Isso significa que, independentemente do tipo de solução que seu problema exige, você pode usá-lo para https://www.7segundos.com.br/arapiraca/noticias/2023/12/28/243034-democratico-bootcamp-de-programacao-e-porta-de-entrada-para-o-mercado-de-ti desenvolver um back-end rico em recursos para seu aplicativo. Frameworks e bibliotecas são conjuntos de ferramentas e recursos pré-fabricados que ajudam os desenvolvedores a criar software mais rapidamente. Eles abstraem detalhes complexos e fornecem uma estrutura para a construção de aplicações. Ou talvez você seja alguém que não quer escolher e prefere ter uma compreensão completa de todo o espectro do desenvolvimento web.

principais linguagens back end

Assim, as variáveis ​​podem modificar suas categorias em tempo de execução. Codificação concisa e flexível também são alguns resultados positivos desse recurso. Essa linguagem foi introduzida em 1995, mas atualizações regulares a tornaram uma escolha atraente para construir aplicativos do lado do servidor. Algumas outras linguagens de programação de desenvolvimento de back-end em potencial são Go, Rust, TypeScript, Scala e Kotlin. Todas as atividades nos bastidores de um programa que envolvem bancos de dados, servidores, API e arquitetura referem-se ao desenvolvimento de back-end.

Como escolher a melhor linguagem de programação de back-end para o meu projeto?

Este paradigma de programação, derivado da programação estruturada, especifica uma série de procedimentos e etapas bem estruturadas para compor um programa. CakePHP pode ser considerado uma alternativa ao Ruby on Rails para desenvolvedores PHP. Comece com nosso curso de paixão para iniciantes e crie seu primeiro projeto. Já o servidor é uma estrutura responsável por garantir a operação dos computadores.

  • O Node.js permite que o JavaScript seja executado no servidor, proporcionando um ambiente de desenvolvimento completo tanto para o frontend quanto para o backend.
  • Ruby é amplamente utilizada para desenvolvimento web, particularmente com o framework Ruby on Rails, que proporciona uma estrutura para desenvolver aplicações web de maneira rápida e eficiente.
  • Existem muitos frameworks Python para o desenvolvimento de back-end, mas o Django e o Flask são os mais populares da lista, e ambos são amplamente utilizados, pois atendem a diversos propósitos.
  • Primeiro passo para se tornar um desenvolvedor é aprender uma linguagem de programação popular.

Esse tipo de aplicação serve para tratar os dados e também é o local onde ocorrem as inserções, arquivamentos e leituras de dados, por trás de uma aplicação. Mesmo tendo papéis diferentes, essas aplicações estão ligadas intimamente para que os ambientes eletrônicos operem em sincronia. Esse sistema é Democrático: Bootcamp de programação é porta de entrada para o mercado de TI responsável por garantir a operação de toda a estrutura de um site, por exemplo. As transações e operações feitas pela internet precisam ser executadas por um programador back-end, um modelo de desenvolvimento que direciona e determina como cada uma das funções será executada no ambiente eletrônico.

Quais as diferenças entre as linguagens front-end e back-end?

Contudo, os nomes de classes e funções não diferenciam maiúsculas de minúsculas. Por favor leia o artigo Construindo e implantando um aplicativo em Python para saber mais sobre esse assunto. Essa tecnologia de script independente de máquina é famosa por sua funcionalidade de escrever uma vez e executar em qualquer lugar (WORA). Quando falamos em plataformas de e-commerce, esse ponto é ainda mais delicado, pois o usuário quer pesquisar e fazer suas compras de maneira tranquila.

  • O código é altamente estável e confiável, tornando uma opção popular para negócios.
  • Assembly ainda é utilizado para fazer com que aplicações se comuniquem com o hardware e para executar funcionalidades específicas em uma máquina.
  • É isso (e mais algumas outras coisas) que a maioria dos frameworks web abstraem para você.
  • Ele vai desde lógica da programação a conhecimentos mais amplos, como por exemplo experiência do usuário, assunto que tem ganhado grande visibilidade na área de tecnologia nos últimos anos.
  • No entanto, ele está mais focado nos recursos de segurança e desempenho quando você o usa para desenvolvimento de back-end.

Ruby é outro nome confiável em nossa lista das melhores linguagens de programação de back-end. O programador japonês Yukihiro Matsumoto tornou pública esta linguagem multiplataforma em 1995. Nesse sentido, ele não possui apenas funções de criptografia de dados pré-construídas, mas os desenvolvedores também podem empregar ferramentas de terceiros para obter mais proteção. Além disso, o PHP utiliza algoritmos de segurança para fornecer um ambiente seguro para scripts. Funcionalidades pré-determinadas e a natureza coerente do PHP mantêm a programação tranquila para desenvolvedores experientes e novatos. Portátil – Python permite que os desenvolvedores usem o mesmo código sem quaisquer alterações em uma variedade de máquinas.

()

Share:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn